Tópicos
    MOV.CAPITÃES / MFA - CONSPIRAÇÃO / Movimento na Guiné
     Períodos
Galeria Multi Média
 
 
Movimento dos Capitães. Guiné.
Reune-se pela primeira vez em Bissau um núcleo de oficiais que seria o embrião do MFA Guiné.


1973 
Julho, 29 
 

 
Movimento dos Capitães. Guiné.
Motivados pela disposição que já se verificava na Metrópole, iniciada com a exposição ao Director do Serviço do Pessoal em 17/08/1973, um grupo de oficiais em comissão na Guiné reúne e decide nomear uma comissão para elaborar um documento que conteste o DL em causa (Decreto-Lei 353/73).


1973 
Agosto, 18 
 

 
Movimento dos Capitães. Guiné.
Numa segunda reunião (a primeira em 18/08/73) alguns oficiais em serviço na Guiné aprovam o teor da exposição a contestar o Decreto-Lei 353/73) a enviar às mais altas entidades das Forças Armadas, nomedamente do Exército e ainda ao Ministro da Educação.


1973 
Agosto, 21 
 

 
Movimento dos Capitães. Guiné.
Bissau - Reunião de oficiais que decide assinar colectivamente a exposição anteriormente aprovada. É eleita uma comissão do Movimento dos Capitães constituída pelos Capitães Almeida Coimbra, Matos Gomes, Duran Clemente, António Caetano (depois substituído por Sousa Pinto).


1973 
Agosto, 25 
 

 
Movimento dos Capitães. Guiné.
51 oficiais do Quadro Permanente (45 capitães e 6 de patentes mais baixas), em serviço na Guiné, dirigem ao Presidente da República, ao Presidente do Conselho e aos Ministros da Defesa Nacional e do Exército e da Educação Nacional, e ainda ao Secretário de Estado do Exército, uma exposição. Entre os nomes que assinam o documento figuram Manuel Monge, Jorge Golias, Salgueiro Maia, Matos Gomes, Duran Clemente e Otelo Saraiva de Carvalho.


1973 
Agosto, 28 
 

 
Reunião Guiné.
Defende-se a institucionalização do Movimento.


1973 
Setembro, 7 
 

 
Movimento dos Capitães. Moçambique.
Circular do Movimento sobre a hipótese de os oficiais da Guiné virem a sofrer consequências disciplinares por terem assinado um documento colectivo.


1973 
Novembro, 1 
 

 
Vice-Chefe do Estado-Maior General
Tomada de posse do General António de Spínola como Vice-Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas. Recebido por Marcelo Caetano, António de Spínola informa-o da próxima publicação de um livro sobre a situação do Ultramar.


1974 
Janeiro, 14 
 

 
MFA. Guiné.
Informação do Movimento de Oficiais da Guiné à comissão de Lisboa, de que está preparado para assumir a iniciativa do movimento, caso seja necessário.


1974 
Abril, 13 
 

 
MFA. Preparativos para a Acção.
Otelo Saraiva de Carvalho encontra-se com Alexandre Aragão, representante do Movimento em Bissau, a quem informa do plano previsto e com quem combina uma alternativa de acção, caso o Movimento venha a falhar em Lisboa. A alternativa consistia na execução do plano já preparado pelo MFA da Guiné, que previa a neutralização de todos os comandos que se opunham ao Movimento e a abertura de negociações com o PAIGC vinte e quatro horas depois da acção em Portugal.


1974 
Abril, 18 
 

 
MFA. Preparativos para a Acção.
Reunião de Otelo com delegados das unidades do Centro e também com um delegado da Guiné, com quem combina uma acção alternativa do movimento, no caso de o golpe falhar em Lisboa.


1974 
Abril, 18 
 


22 de Outubro de 2014
 

HOME  LINKS  CONTACTOS  

© 2006, Zeppelin Filmes, Lda.
Desenvolvimento: Prodigentia