Tópicos
    ESTADO NOVO / Marcelismo
     Períodos
Galeria Multi Média
 
 
Fracturas no Regime.
Francisco Sá Carneiro renuncia ao seu mandato de deputado (Ala Liberal), afirmando: não poder prosseguir sem quebra da sua dignidade pessoal. Uma semana depois, alegando idênticas razões, demite-se Miller Guerra. Foi o último acto do fim da liberalização do Marcelismo.


1973 
Janeiro, 25 
 

 
Conversa em Família.
Marcelo Caetano. Conversa em familia. Conversa em familia Marcelo Caetano (Marcelismo)..


1973 
Março, 1 
 

 
Estado Novo. Partido Único.
Realiza-se o Congresso da Acção Nacional Popular (A.N.P.) em Tomar, no qual o vice-presidente da Comissão Central, Baltasar Rebelo de Sousa, falou do «pluralismo cívico», num momento em que o regime estava completamente fechado e o partido único mais esclerosado do que nunca e o mito da liberalização do Marcelismo desfeito. Este foi o primeiro acto de uma ampla campanha de plenários distritais da A.N.P.Faro, Coimbra, Leiria, Viana do Castelo, Braga, Setúbal, Beja) com o objectivo de preparar as últimas eleições da ditadura, que tiveram lugar em Outubro de 1973. (JSC)


1973 
Maio, 3 
 

 
Visita Marcelo Caetano a Londres.
Nas vesperas da chegada de Marcelo Caetano a Londres a imprensa Britânica reflete o mal estar provocado pela visita. A politica Africana de Portugal está no centro dos debates. A contestação também tem reflexos no Parlamento Brtitânico. As noticias sobre os massacres em Moçambique viriam ainda agravar a contestação.(Marcelismo)


1973 
Julho, 9 
 

 
Visita Marcelo Caetano a Londres.
Início da visita oficial de Marcelo Caetano a Inglaterra, onde é recebido com manifestações de protesto.(Marcelismo)


1973 
Julho, 16 
 

 
Remodelação Ministerial.
Remodelação ministerial no governo de Marcelo Caetano: Sá Viana Rebelo e Alberty Correia são exonerados e substituídos, respectivamente, por Silva Cunha, no Ministério da Defesa, e por Andrade e Silva, no Ministério do Exército, A chefia do Ministério do Ultramar passa para Baltasar Rebelo de Sousa. Viana de Lemos assume a pasta de Subsecretário de Estado do Exército.


1973 
Novembro, 7 
 

 
Portugal e o Futuro.
Portugal e o Futuro - António de Spínola entrega um exemplar do seu livro, Portugal e o Futuro, com dedicatória a Marcelo Caetano.


1974 
Fevereiro, 18 
 

 
Chefes Militares.
Marcelo Caetano convoca os generais Costa Gomes e António de Spínola para uma reunião a 22 , em que são convidados a tomar o poder.


1974 
Fevereiro, 21 
 

 
Estado Novo. Fracturas.
Marcelo Caetano apresenta pedido de demissão a Américo Tomás.


1974 
Fevereiro, 28 
 

 
Conversa em Família.
Marcelo Caetano, na sua última «Conversa em Família», assume um tom premonitório: «Fica-me a tranquilidade de ter sempre procurado cumprir rectamente o meu dever para com o país».


1974 
Março, 28 
 

 
Benfica Sporting.
Marcelo Caetano assiste ao desafio de futebol Benfica Sporting. No seu livro Depoimento, publicado em 1978, afirma a propósito: «Quando o alto-falante anunciou que eu me achava no camarote principal, a assistência, calculada em 80.000 espectadores, como movida por uma mola, consagrou-me demorada ovação ( ... ) e as informações que chegavam ao Governo também garantiam sossego geral e apoio ao regime


1974 
Março, 31 
 


28 de Agosto de 2014
 

HOME  LINKS  CONTACTOS  

© 2006, Zeppelin Filmes, Lda.
Desenvolvimento: Prodigentia