32 ANOS
DE LIBERDADE
30 ANOS DE PODER DEMOCRÁTICO 1976 - 2006

 

   
AGOSTINHO DA SILVA
         
   
 
  Autor:

  Editor:

  Ano:

  Título:

   

 
   
 


REFLEXÕES SOBRE A CRISE CONTEMPORÂNEA
RANVIL, J.
ULMEIRO . Janeiro de 1951


CRÓNICAS DA ÉPOCA DESPORTIVA
SERPA, HOMERO
LIVROS HORIZONTE . Novembro de 1989


VIAGEM NA LAPÓNIA
REGNARD
EDITORIAL ESTAMPA . Outubro de 1970


O HOMEM E A SUA IDADE
BAUMGARTNER, PHILIPPE
EMPRESA NACIONAL DE PUBLICIDADE . Janeiro de 1964


NACIONALIZAR - QUE GRUPOS ? PORQUÊ ? COMO ?
DUPUIS, MARC
EDITORA ARCÁDIA . Julho de 1975

 


TINHO DA SILVA (1906-1996) Agostinho da Silva é dos mais paradoxais pensadores portugueses do século XX. O tema mais candente da sua obra foi a cultura de língua portuguesa, num fraternal abraço ao Brasil e aos países lusófonos. Todavia, a questão das filosofias nacionais não é para si decisiva, parecendo-lhe antes uma questão académica: «Não sei se há filosofias nacionais, e não sei se os filósofos, exactamente porque reflectem sobre o geral, se não internacionalizam desde logo».